Como escolher uma escova alisadora de cabelo 


Por Fabiane Del Nero

Publicação: 21/03/2021

 

Se você quer deixar seu cabelo liso, com um efeito natural, a escova alisadora é uma boa alternativa.

Por mais que a maioria das escovas alisadoras pareçam iguais à primeira vista, a verdade é que cada uma delas conta com características específicas que fazem a diferença na sua performance.

Justamente por isso, é necessário avaliar minuciosamente cada modelo antes de fazer a compra. Assim, é possível levar para a casa a opção que mais se adequa às suas necessidades, tipo de cabelo e muito mais.

Pensando nisso, compartilhamos abaixo todos os critérios que não podem deixar de ser analisados na hora de escolher uma escova alisadora.

Após conhecer tudo sobre elas, você estará pronta para escolher o que há de melhor para os seus fios.

7 pontos de avaliação ao escolher uma escova alisadora

Para te ajudar a escolher um bom produto, que seja ideal para você, fizemos uma lista apontando itens importantes, que devem ser considerados na hora de escolher um bom produto. São eles:

1. Modelo

O primeiro ponto a ser avaliado nesse produto é o seu modelo, que pode ter uma ou duas escovas em um formato parecido ao das chapinhas.

As opções com escova única são as mais comuns e possuem um funcionamento bastante satisfatório, tendo uma forma de uso igual a das escovas de cabelo comuns.

Por outro lado, os modelos duplos ganham no quesito rapidez e eficiência, pois conseguem alisar as mechas tanto na sua parte externa quanto interna de uma vez só. Logo, se você busca por agilidade opte pelas escovas duplas.

2. Temperatura

Assim como nos demais produtos que modelam os fios, a temperatura é um fator primordial para determinar a eficiência, aliado ao uso correto e, claro, ao bom resultado.

Na maioria dos modelos a temperatura pode atingir até 230ºC. Existem modelos que é possível controlar a temperatura a partir de 80ºC.

De acordo com estudos científicos* é importante adaptar a temperatura desses aparelhos ao tipo de fio, para evitar danos permanentes ou a perda da queratina. Fios mais finos e frágeis, e crespos são aconselhados a não ultrapassarem os 170ºC, já o tipo caucasiano ou oriental, até 200ºC. 

Claro que o tempo de exposição do fio ao calor é outro fator determinante.

3. Funções

A grande maioria das escovas alisadoras possui como únicas funções alisar e desembaraçar os fios, porém alguns poucos modelos conseguem também secar o cabelo e são uma junção de escova com secador.

As que secam e alisam são uma ótima escolha para quem já tem o costume de usar o secador de cabelo e, nesse caso, deixam o dia a dia mais prático. Porém, tenha em mente que elas não são tão potentes quanto os secadores, então o processo de deixar os fios secos pode demorar um pouco mais.

4. Material da base e das cerdas

Um fator que faz bastante diferença na eficiência da escova alisadora é o material em que a sua base / prancha e as cerdas são confeccionadas.

Normalmente a base conta com revestimento cerâmico e essa é a melhor opção, pois consegue transmitir um calor uniforme, sem prejudicar os fios.

As cerdas podem ser totalmente em silicone ou ter apenas as pontas emborrachadas. As de silicone são mais macias e não correm o risco de queimar os fios, porém não aquecem tanto e assim deixam a escova um pouco menos potente.

Já as cerdas com revestimento cerâmico, e somente  a ponta em silicone, são um pouco mais eficientes, pois esquentam mais e assim conseguem com maior eficiência alisar os fios.

5. Tecnologias

Praticamente todas as escovas alisadoras são confeccionadas para que funcionem com tecnologias que conseguem facilitar o seu trabalho, cuidar dos fios, dar brilho e muito mais. Cada uma dessas tecnologias possui uma função específica e é importante conhecê-las para saber qual é a ideal para você.

  • Emissão de íons negativos: Os íons negativos são muito encontrados não somente nesse produto como também nas chapinhas e atuam de forma muito benéfica. Isso porque, são responsáveis por selar as cutículas do cabelo e assim deixá-lo sem frizz e mais macio e sedoso.
  • Íons de turmalina: A tecnologia de íons de turmalina tem a função de potencializar a ação dos íons negativos. Dessa forma, ela é capaz de diminuir o frizz e a elasticidade estática dos fios e deixa os cabelos macios e brilhantes.
  • Nano silver: Essa tecnologia tem uma função bastante diferenciada e conta com um efeito fungicida e bactericida. Com isso, elimina qualquer microrganismo que possa estar presente na escova alisadora e que tenha o potencial de prejudicar os cabelos.

6. Ergonomia

Para uma melhor utilização desse tipo de escova é necessário que ela tenha um formato ergonômico, confortável e que encaixe bem nas mãos.

Para isso, o cabo deve possuir bordas arredondadas e os botões preferencialmente devem estar na sua parte superior, ao invés da lateral.

Falando em lateral, é importante que a escova em si tenha uma lateral fria, pois assim evitam-se queimaduras.

Outro fator a ser checado é o peso e é fundamental que esse produto seja o mais leve possível. Dessa maneira, os braços não ficarão cansados, mesmo nos cabelos mais pesados.

7. Comprimento do fio

Esse fator é ignorado por muitas pessoas, mas é essencial no momento de usar uma escova alisadora.

Modelos com cabo de energia muito curto poderão ser ruins, caso a tomada não fique próxima ao local onde serão utilizados.

Por outro lado, as versões com fio muito longo acabam atrapalhando e  fazendo bagunça pelo excesso de fio.

Por isso, a recomendação é optar por uma escova com fio do tamanho que mais se adapte ao ambiente onde será utilizada. Cheque, então, a distância da tomada e assim adquira a opção que se enquadra a ela.

Saiba que os modelos de cabo com cerca de 2 metros são os mais indicados. Além disso, não deixe de checar se o fio é rotativo, pois isso facilita muito no manuseio da escova.

8. Tamanho

Por fim, não deixe de avaliar qual é o tamanho da escova alisadora.

Essa característica interfere na portabilidade e também no tamanho das mechas que poderão ser alisadas.

Escovas mais compactas são ótimas para viagens e transporte, mas acabam tendo uma base menor e apenas conseguem alisar uma pequena quantidade de cabelo por vez.

Já as versões maiores perdem na portabilidade, mas são ótimas para quem tem uma grande quantidade de cabelo e quer alisar mechas maiores a cada passada.

Portanto, avalie o que mais se adequa ao seu tipo de cabelo e necessidade de uso em diversos lugares.

Qual a diferença entre a escova alisadora e a escova rotativa?

Quem costuma acompanhar o universo dos itens para cabelo, com certeza, já ouviu falar sobre as escovas alisadoras e as escovas rotativas. Mas existe diferença entre esses dois produtos?

A resposta para essa pergunta é sim. E esses dois tipos de escova funcionam de maneira bastante particular.

As escovas alisadoras normalmente possuem um formato plano e são fixas. Nelas a base é aquecida e a partir disso consegue alisar os cabelos. A maioria dos modelos dessa versão não tem a função de secar os fios e apenas atua no seu processo de desembaraço e alisamento.

As escovas rotativas, por sua vez, possuem formato redondo e quando são acionadas executam um movimento de rotação. Essas opções, quase sempre, têm a função de secar o cabelo e assim criam um efeito de escova de salão, deixando os fios com mais movimento e forma.

As escovas alisadoras são as mais fáceis de usar, principalmente por quem tem cabelo longo, isto porque as chances deles enroscarem é muito pequena. Por outro lado, para utilizar os modelos rotativos é necessário um pouco mais de prática, já que o seu movimento pode facilmente embolar os fios. 

Guia Seletos: faça a escolha certa para você

Você ainda está na dúvida e não sabe qual modelo escolher?

Para ajudar você, nós fizemos uma lista com os melhores modelos do mercado.

Confira o Guia das melhores escovas alisadoras

Perguntas frequentes

Se você chegou até aqui com alguma outra dúvida sobre as escovas alisadoras saiba que agora chegou o momento de saná-las. Basta seguir as perguntas mais comuns sobre esse produto que ora respondemos:

Como usar a escova alisadora?

Um dos principais pontos positivos da escova alisadora é que ela é muito fácil de usar e consegue tornar o dia a dia mais prático.

Para deixar os cabelos lisos e alinhados com elas, é só seguir o passo a passo que preparamos. 

  1. Certifique-se de que seus cabelos estão bem secos e passe sobre eles um protetor térmico.
  2. Ligue a escova alisadora na tomada, selecione a temperatura desejada e aguarde até que ela esquente.
  3. Separe os fios em mechas pequenas.
  4. Pegue a escova e a passe sobre as mechas como se estivesse penteando o cabelo. Para um efeito mais liso execute esse processo de maneira lenta, mas nunca mantenha a escova parada em um único lugar. 
  5. Repita esse processo até que todos os fios tenham sido escovados.
  6. Para finalizar pode-se passar um anti-frizz ou reparador de pontas.

Qual a temperatura ideal para usar a escova alisadora?

A temperatura recomendada para utilizar uma escova alisadora depende muito do tipo de cabelo e é justamente por isso que esse produto costuma vir equipado com um seletor de temperatura.

Dessa forma, para cabelos mais fragilizados e finos recomenda-se um calor menos intenso e o ideal é que ele fique entre 80 e 180ºC.

Já para os fios mais grossos e ondulados ou cacheados é necessário usar uma temperatura mais alta para ver os efeitos desse produto. Com isso, deve-se selecionar entre 180 e 230ºC.

A escova alisadora funciona para qualquer comprimento de cabelo?

A escova alisadora é mais indicada para cabelos de médios a longos, pois devido ao seu formato não terá uma boa aderência nos fios curtos, gerando resultados pouco visíveis.

Se você possui cabelos mais curtos então as melhores escolhas são as escovas rotativas, que por conta da sua forma e movimento conseguem alcançar as mechas desde a raiz, e as chapinhas mais finas, que são exatamente confeccionadas para esse tipo de fio.

A escova alisadora prejudica os cabelos?

Todo produto que emite calor nos fios pode acabar os prejudicando de alguma maneira e isso pode acontecer com as escovas alisadoras, chapinhas e secadores.

Para evitar esse problema, esse tipo de escova é confeccionada com recursos que zelam pela saúde dos cabelos como revestimento cerâmico, cerdas em silicone e íons negativos.

Porém, o ideal é sempre fazer uso de um protetor térmico antes de começar a alisar os fios com a escova. Esse produto cria neles uma película protetora e faz com que o calor não os danifique tanto.

Além disso, ele também facilita o processo de alisamento e evita o frizz, o que faz com que o efeito liso dure por muito mais tempo. 

O que achou desse artigo?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar esta postagem.

Fabiane Del Nero

Fabi, uma das fundadoras do projeto Seletos, é apaixonada por tecnologia, novidade, criatividade e inovação. E encara esse desafio a 100%. Dona de uma opinião direta e sincera, agrega valor e conteúdo de qualidade ao projeto Seletos.

Você tem alguma dúvida? Sugestão? 

Deixe seu comentário para nossa equipe.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>
error: Alert:O conteúdo está protegido !!