Como escolher uma mamadeira 


Por Fabiane Del Nero

Publicação: 20/03/2021

 

Como escolher a mamadeira do seu bebê?

Todo pai deseja fornecer o melhor para o seu filho e isso também vale para as mamadeiras, instrumentos de alimentação infalível para os bebês.

Por isso, sempre se busca pelo modelo que apresente uma maior qualidade, eficiência e conforto durante o uso.

Para assegurar que a opção adquirida tenha todas essas características é necessário avaliar diversos fatores presentes em uma mamadeira.

A seguir te mostramos cada um deles para que você consiga escolher a ideal mamadeira para o seu bebê.

8 pontos a serem observados em uma mamadeira

1. Idade do bebê

O primeiro passo para escolher uma boa mamadeira é selecionando as opções que são indicadas para a idade do bebê, para poder utilizá-la.

Isso é importante porque a capacidade do produto e, às vezes, o formato e o tamanho do seu bico, se alteram de acordo com a faixa etária da criança.

Essa informação sempre é encontrada na própria embalagem da mamadeira, então, não é difícil de saber se o modelo é ideal ou não para o seu bebê.

2. Capacidade

É possível ver para comprar mamadeiras com as mais diversas capacidades, existindo opções a partir de 30 ml e outras que chegam a até 260 ml ou mais.

As chuquinhas, que são os modelos com tamanho por volta de 30 ml, são indicadas para a fase de adaptação dos bebês, que é quando eles começam a tomar água e sucos. 

As mamadeiras com capacidade média, de cerca de 150 ml, são as mais recomendadas para crianças com idade entre 0 e 6 meses, pois essas ainda não ingerem uma grande quantidade de leite.

Já as opções maiores, a partir dos 240 ml, são as melhores escolhas para bebês com mais de seis meses.

3. Material

No geral as mamadeiras costumam ser confeccionadas em dois materiais, que são o plástico e o vidro. 

  • Plástico: Os modelos produzidos em plástico são os mais comuns e possuem um valor bastante acessível. Eles são leves, bastante seguros e dificilmente se quebram. O ponto negativo é que acabam pegando o cheiro dos líquidos. Inclusive, sempre que for adquirir uma mamadeira de plástico é fundamental checar se ela é livre de Bisfenol-A ou BPA free, pois essa é uma substância tóxica que pode ser prejudicial à saúde dos bebês. Na dúvida, opte pelas feitas em polipropileno que é um plástico que não possui o Bisfenol-A em sua composição. 
  • Vidro: O vidro é um excelente material para as mamadeiras porque não mancha, fácil de limpar e não acumula cheiros. A desvantagem é que os modelos de vidro são mais caros e pesados e ainda com possibilidade maior de se quebrar. 

4. Sistema anticólicas

É bastante comum que bebês com idade até 3 meses apresentem cólicas, e isso é um pesadelo para qualquer pai.

Para evitar esse problema muitas mamadeiras são equipadas com um sistema anticólicas, que evita a formação de ar dentro do produto e assim impede que a criança faça a ingestão de bolhas de ar.

Esse é um recurso bastante positivo e que pode valer a pena se o seu bebê apresenta cólicas constantemente.

5. Sistema antivazamento

É outro sistema interessante encontrado nesse produto, pois impede que o líquido vaze enquanto a mamadeira está sendo utilizada, algo ótimo para evitar acidentes.

E não para por aí, o bico das mamadeiras é uma das suas partes mais importantes. Por isso, existem três detalhes sobre eles que devem ser analisados.

6. Material do bico

A matéria-prima utilizada para a confecção do bico das mamadeiras se altera de modelo para modelo, sendo possível encontrar opções de látex ou silicone.

As de látex se assemelham muito ao seio da mãe, mas esse material é mais poroso e pode acabar acumulando sujeira e bactérias.

Por esse motivo, o mais recomendado é o bico de silicone, que é bastante macio, flexível, resistente e fácil de limpar. Portanto, dê preferência para esse tipo de bico.

7. Tamanho do bico

O tamanho do bico da mamadeira é um dos fatores que se altera de acordo com a idade do bebê. Com isso, existem três tamanhos que podem ser escolhidos:

  • Bico número 1: Esse possui apenas um furo bem fino por onde passa uma pequena quantidade de leite. Ele é indicado para bebês de 0 a 6 meses de idade.
  • Bico número 2: Conta com dois furos e fornece um fluxo de saída um pouco maior. Essa opção pode ser usada com crianças de 1 a 6 meses.
  • Bico número 3: Esse modelo de bico traz três furos ou mais e pode ser utilizado com bebês a partir dos 3 meses. Ele é ideal para líquidos mais grossos como vitaminas.

Aqui vale como alerta jamais cortar o bico da mamadeira para que saia mais leite, pois  pode ser muito perigoso e facilmente pode provocar engasgos, já que existe essa diferenciação de bicos voltados para cada idade do bebê. .

8. Formato do bico

Basicamente existem três formatos de bico que podem estar presentes nas mamadeiras e cada um deles apresenta características distintas. 

  • Anatômico: Esse tipo de bico é o mais moderno de todos e possui um formato muito parecido ao seio das mulheres. Por conta disso, a adaptação do bebê costuma ser bem fácil.
  • Ortodôntico: Os bicos nesse modelo são mais estreitos na base e contam com uma ponta achatada. Esse formato estimula o processo de sucção e atua diretamente no correto desenvolvimento da boca e dos músculos da face dos bebês.
  • Comum: Esse modelo de bico é o mais tradicional e, por mais que ainda seja usado em diversas mamadeiras, vem perdendo espaço para as opções anteriores.

Guia Seletos: faça a escolha certa para você

Você ainda está na dúvida e não sabe qual modelo escolher?

Para ajudar você, nós fizemos uma lista com os melhores modelos do mercado.

Confira o Guia das melhores mamadeiras

Perguntas frequentes

A mamadeira é um produto usado há décadas, mas que ainda deixa dúvidas entre os pais. Por isso, agora vamos responder as perguntas mais comuns sobre elas. 

Qual o tempo máximo de uso de uma mamadeira?

O período máximo que uma mamadeira pode ser utilizada varia de acordo com o fabricante.

Dessa forma, é sempre importante verificar nas informações do modelo adquirido qual é o período de troca. Porém, no geral, a recomendação é que esse produto seja substituído a cada seis meses ou sempre que apresentar problemas.

Já o bico da mamadeira deve ser trocado a cada seis semanas. 

Quanto tempo o leite materno pode ficar na mamadeira?

O ideal é sempre colocar dentro da mamadeira o leite que será consumido pelo bebê naquele exato momento, pois assim se impede a proliferação de bactérias.

Mas é possível manter esse leite em temperatura ambiente (por volta de 25ºC) por até 4 horas. Passado esse período deve ser descartado.

Na geladeira o leite materno pode permanecer por até 24 horas, porém se ele foi descongelado o indicado é mantê-lo refrigerado por no máximo 12 horas. 

Quanto tempo o leite artificial pode ficar na mamadeira?

Assim como acontece com o leite materno, o recomendado é preparar o leite artificial no momento que o bebê for consumi-lo. Por isso, o correto é sempre ter água filtrada por perto e realizar a mistura com o pó na hora da amamentação.

Caso isso não seja possível, então a fórmula pode ser preparada com uma antecedência de até 48 horas. Mas ela somente pode ser mantida na mamadeira por esse período se a criança não se alimentou com aquele bico e a mamadeira esteja completamente limpa.

Portanto, se você preparou o leite, o bebê tomou um pouco e não quis mais, saiba que o indicado é descartar o que sobrou. 

Quando esterilizar a mamadeira?

A esterilização da mamadeira é um processo importante na limpeza desse produto e até que os bebês completem seis meses ela deve ser realizada sempre antes de cada uso e após a limpeza com água e sabão.

A partir do sétimo mês essa frequência muda e a mamadeira pode ser esterilizada apenas uma vez ao dia até a criança completar um ano.

Depois desse período a esterilização deixa de ser necessária e basta manter o produto sempre limpo para evitar que acumule bactérias e outros microrganismos prejudiciais para a saúde. 

O que achou desse artigo?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar esta postagem.

Fabiane Del Nero

Fabi, uma das fundadoras do projeto Seletos, é apaixonada por tecnologia, novidade, criatividade e inovação. E encara esse desafio a 100%. Dona de uma opinião direta e sincera, agrega valor e conteúdo de qualidade ao projeto Seletos.

Você tem alguma dúvida? Sugestão? 

Deixe seu comentário para nossa equipe.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>
error: Alert:O conteúdo está protegido !!