You dont have javascript enabled! Please enable it!

Como escolher um celular?


Por Fabiane Del Nero

Publicado em 22 fevereiro, 2022  

 

Atualmente, é muito comum todo mundo querer e precisar de um smartphone. Mas nem todo mundo irá comprar o último smartphone da moda.

Para identificar o smartphone ideal para você, o primeiro passo é identificar qual será o uso principal dele. Pois isso irá determinar os recursos e performance necessárias. 

Esses detalhes tecnológicos que fazem a diferença no uso e na experiência do celular, e, por isso, devem ser avaliados no momento escolher qual o ideal.

Para te ajudar com esse processo na escolha, abaixo explicamos detalhadamente tudo o que precisa ser analisado antes de comprar um smartphone.

Principais aspectos para escolher um celular

1. Processador

Aqui pensamos no coração do celular, que irá determinar o desempenho do aparelho. Quanto mais poderoso, mais rápido você pode navegar, executar tarefas complexas etc.

O processador (CPU) é acoplado a um chipset gráfico (GPU) que determina a fluidez da interface e dos jogos. Um processador de última geração geralmente pode aumentar o preço.

2. RAM

A memória RAM determinará a velocidade do seu smartphone para executar tarefas e, acima de tudo, facilitará a multitarefa, ou seja, quando você faz o uso simultâneo de vários aplicativos.

Geralmente a memória RAM disponível no smartphone varia de 2 a 8 GB.
Saiba que um aparelho com memória maior será útil se o processador conseguir acompanhar. Vale dizer que RAM é um dos elementos que mais consomem energia do seu telefone.

3. Desempenho

O desempenho do aparelho irá depender dos dois elementos anteriores aqui citados.

Os celulares mais econômicos tem um processador de médio porte e menos memória do que os telefones caros oferecem. Os smartphones a menos de mil reais que recomendamos em nosso artigo, qualquer um deles é rápido o suficiente para lidar com tarefas básicas como e-mail, navegação na web e reprodução de mídia.

Mas se você quer um aparelho para executar jogos pesados, aí é melhor investir em aparelhos em outra gama de preço.

4. Sistema Operacional

Boa parte dos aparelhos de diversas marcas usam o sistema Android, salvo exceções como a Apple que trabalha com iOS, por exemplo. Um telefone econômico é mais lento do que um modelo de última geração, por isso é importante que o software não carregue aplicativos desnecessários e interfaces altamente personalizadas, pois podem apresentar baixo desempenho.

Os smartphones mais baratos tendem a receber menos atualizações, por isso é importante que ele execute um software Android mais recente com patches de segurança recentes prontos para uso. Se um fabricante não tem um bom histórico de manter os telefones atualizados, é mais difícil recomendar os telefones dessa empresa.

5. Capacidade de armazenamento

Atualmente, muitos smartphones oferecem uma extensão de espaço de armazenamento via cartão microSD, mas nem sempre é esse o caso. Portanto, verifique, de acordo com suas necessidades, o espaço que será mais rentável para você.

Abaixo de 16 GB, a menos que você tenha apenas um uso muito básico do seu smartphone, corre o risco de se encontrar rapidamente limitado, mesmo que apenas no espaço da foto.

6. Tela

Aqui pensamos em dois pontos: a qualidade de tela e, claro, no tamanho da tela.
Em aparelhos mais modernos, e mais caros, as telas são OLED, onde cada pixel é iluminado individualmente, o que gera melhores contrastes e consome menos bateria.

Em aparelhos com preço melhor, a tela será principalmente do tipo LCD, que tem um iluminação suficiente e boa colorimetria. Finalmente, para obter uma qualidade correta de exibição, a tela deve ter qualidade mínima de tela HD (720 pixels).

Quanto ao tamanho, os smartphones geralmente tem em torno de 6 polegadas, podendo variar para mais ou menos. Uma tela maior é muito agradável e permite facilitar o uso do aparelho, mas aqui também é importante testar a ergonomia nas mãos.

7. Câmera fotográfica

Uma boa câmera de telefone econômico deve pelo menos funcionar bem ao ar livre ou sob luz forte, mas você não deve esperar muito com pouca luz. Se uma boa câmera de telefone é um recurso importante para você, as opções são limitadas entre os smartphones econômicos.

Além da resolução da câmera fotográfica, é importante observar o sensor fotográfico, a abertura da lente, estabilização, etc. Isso apenas se você quiser fotografias profissionais, que um aparelho básico não poderá realizar essa tarefa, neste caso, vale a pena investir em um smartphone de ponta.

8. Bateria

Aqui é um ponto importante para ver quanto tempo será a autonomia do celular. Geralmente essa medida é expressa em mAh (micro amperes), mas ela sozinha não indica muita coisa, pois é necessário ver o consumo de todos os componentes do telefone. Assim, um smartphone pode oferecer o dobro de mAh que outro, não necessariamente durará mais.

9. Design

No quesito design não se deve pensar apenas na beleza do aparelho, mas também na solidez e qualidade do material de construção. Pois se você tiver que trocar de telefone após alguns meses porque o seu barato não durou, isso anula o objetivo de obter um telefone econômico.

Então observe quesitos como ter corpo robusto, que não dobra ou trinca se você se sentar nele, além da fixação de botões e portas de entrada. Quanto a resistência à água ainda é rara em telefones econômicos.

10. Recursos extras

Os telefones mais caros oferecem recursos como um bom sensor de impressão digital para desbloquear o telefone, meios de pagamentos móveis e suporte para padrões Wi-Fi. Um telefone mais barato provavelmente poderá possuir alguns desses recursos extras.

Acessórios

Dependendo do modelo escolhido, as caixas vêm acompanhadas de acessórios, e eles não devem ser ignorados. Afinal, celulares atuais retiraram alguns acessórios de sua caixa padrão e tornaram itens opcionais.

Como, por exemplo, os tradicionais fones de ouvido com fio, que podem não estar inclusos na caixa, deixando para o usuário a opção de adquirir fones de ouvido bluetooth.

Outro item é o cabo de alimentação, este sim, essencial para carregar o aparelho celular; porém marcas como Samsung e Apple, retiraram do pacote os carregadores de tomada, alegando que os usuário já tinham esse itens de modelos anteriores. Para quem não tem, só resta comprar o acessório separadamente.

Além disso, observe se o modelo escolhido é compatível com tripés, lentes olho de peixe, grande-angular e macro, suporte e outros. 

Guia Seletos: faça a escolha certa para você

Você ainda está na dúvida e não sabe qual modelo escolher?

Para ajudar você, nós fizemos uma lista com os melhores modelos do mercado.

mão segurando 5 modelos diferentes de smartphone, e fundo com imagens de celulares e caixas coloridas

Fabiane Del Nero

Fabi, uma das fundadoras do projeto Seletos, é apaixonada por tecnologia, novidade, criatividade e inovação. E encara esse desafio a 100%. Dona de uma opinião direta e sincera, agrega valor e conteúdo de qualidade ao projeto Seletos.

Você tem alguma dúvida? Sugestão? 

Deixe seu comentário para nossa equipe.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>
error: Alert:O conteúdo está protegido !!