Como Escolher um Whey Protein 


Por   Fabiane Del Nero

Publicação: 21/03/2021

 

Qual é o whey protein ideal para você?

Mesmo quem nunca usou um suplemento alimentar já ouviu falar sobre o whey protein. Aliado de quem pratica musculação, esse produto realmente promove resultados positivos e auxilia no processo de hipertrofia e desenvolvimento muscular.

Por ser tão conhecido e buscado por quem pratica atividades físicas, o whey protein é encontrado para comprar em diversas versões, o que acaba deixando a maioria dos consumidores confusos sobre qual levar para a casa.

Para acertar na compra e escolher o ideal de acordo com as necessidades é importante avaliar uma série de critérios que fazem a diferença nesse produto, tal como, quantidade e tipo de proteína, sabor e muito mais.

Abaixo você encontra uma lista com todas as características que não podem deixar de ser verificadas em um whey protein, confira.

6 pontos principais para escolher o seu whey protein

Confira nossa lista com as características que devem ser observadas no whey protein e descubra qual o mais indicado para você, confira. 

1. Tipo de whey

Muitas pessoas não sabem, mas existem três tipos de whey protein que podem ser adquiridos. O que difere entre eles é a apresentação da proteína, que pode ser isolada, concentrada ou hidrolisada. Cada uma delas apresenta características diferentes que devem ser levadas em consideração.

  • Proteína concentrada (WPC): Os whey com proteína concentrada costumam ter entre 25 a 89% de proteínas, carboidratos e lipídeos, sendo essas as versões mais simples e baratas. Normalmente são extraídas as proteínas do leite. Indicada geralmente para emagrecimento e ganho de massa muscular.
  • Proteína isolada (WPI): Para ser criada essa opção passa por dois processos de filtração que consegue obter mais de 90% de proteínas e elimina açúcares e gorduras. Por isso, ela possui um maior grau de pureza, e tem um custo mais alto. Indicada também para emagrecimento porém o foco é o ganho de massa muscular e para atletas.
  • Proteína hidrolisada (WPH): Para ser produzida a proteína hidrolisada passa por um processo de hidrólise que a quebra em tamanhos bem pequenos, o que facilita a sua digestão e absorção pelo organismo. Por ter essas características os whey com esse tipo de proteína são os mais caros. Indicada atletas de alto rendimento, além de alguns casos de doenças e pós cirurgias.

Porém, saiba que existem opções que apresentam proteínas em uma única versão e outras que são confeccionadas com mais de uma ou até três proteínas diferentes, sendo bastante completas.

  • Uma opção comum é 3W: junção das 3 proteínas citadas anteriormente, em proporções distintas. Essa fórmula busca otimizar a qualidade do produtos, bem como tem um preço de mercado competitivo.

2. Concentração da proteína

Um outro ponto de atenção a respeito do whey protein é que cada um apresenta diferentes concentrações de proteína em sua composição, o que pode interferir nos resultados alcançados com esse suplemento.

No geral, é bastante comum que em cada porção exista uma variação entre 20 e 25 gramas.

Para saber qual a ideal para o seu corpo e para os efeitos que está buscando converse com o seu médico, nutricionista ou personal trainer.

3. Aminoácidos

Os aminoácidos trabalham em conjunto com as proteínas do whey protein e atuam de diversas maneiras nos músculos e no organismo como um todo. Por isso, é importante que eles estejam presentes na formulação desse produto.

Existem dois tipos de aminoácidos que são fundamentais, os BCAA’s e os EAA’s. Os BCAA’s agem no transporte de nitrogênio e ajudam os músculos a produzir outros tipos de aminoácidos para o corpo.

Já os EAA’s são os aminoácidos essenciais, que não são produzidos pelo organismo e devem ser ingeridos. Com isso, o melhor tipo de whey é o que apresenta a maior parte dos aminoácidos fundamentais em sua composição. 

4. Outros componentes da fórmula

Avaliar quais são os outros componentes presentes na fórmula desse suplemento é a melhor maneira de não ser enganado e de evitar uma compra errada. Sobre isso, o maior ponto de atenção está relacionado as adições, que podem ser positivas ou negativas.

Bons aditivos para um whey protein são a glutamina, as enzimas digestivas e o BCAA, que é uma fonte de aminoácidos em cadeia ramificada. 

Por outro lado, aditivos negativos são maltodextrina, corantes, saborizantes, aromatizantes e conservantes, que não somam na função desse produto e ainda podem fazer mal.

5. Sabor

Por mais que o sabor do whey protein não interfira na sua eficiência, esse fator faz a diferença na experiência de uso desse suplemento.

Caso se adquira uma opção que tenha um sabor muito enjoativo, provavelmente você não vai querer consumi-la e acabará perdendo dinheiro.

O ponto positivo é que existem diversos sabores que podem ser escolhidos, sendo que os mais comuns são chocolate, morango, baunilha e natural.

Na dúvida, opte pelo que mais costuma te agradar em bebidas no geral, sendo que o natural é o mais neutro de todos.

6. Apresentação

O whey protein, assim como muitos outros suplementos, existe em versões em cápsulas e em pó.

As cápsulas têm como maior ponto positivo a praticidade e podem ser ingeridas e levadas para qualquer lugar sem dificuldades, porém sua absorção é mais lenta.

Já o whey em pó é o mais comum e tem uma rápida absorção, o ponto negativo é que precisa ser misturado em água para ser consumido. 

Guia Seletos: faça a escolha certa para você

Você ainda está na dúvida e não sabe qual modelo escolher?

Para ajudar você, nós fizemos uma lista com os melhores modelos do mercado.

Confira o Guia dos melhores Whey Protein

Perguntas frequentes

Se você ainda tem alguma dúvida a respeito do whey protein, saiba que chegou o momento de saná-la. Para isso, a seguir vamos responder as perguntas mais comuns dos consumidores sobre esse suplemento.

Para que serve o whey protein?

O whey protein é um suplemento produzido a partir da proteína do soro de leite, que tem a função de complementar as necessidades diárias de proteína no organismo.

Ele é muito utilizado por atletas e pessoas que praticam atividades físicas e age principalmente no ganho de massa muscular, estimula a recuperação dos músculos após os treinos e ainda promove hipertrofia. 

Quem pode usar o whey protein?

O whey protein pode ser tomado por qualquer pessoa adulta, desde que seja indicado por um nutrólogo, nutricionista ou médico, que será responsável por avaliar o gasto energético diário e as necessidades do organismo.

Com isso, esse suplemento somente é contraindicado para pessoas alérgicas aos componentes de sua fórmula. 

Como tomar o whey protein?

Existem basicamente dois momentos em que o whey protein é mais consumido: antes ou depois do treino. No período pré-treino ele evita a perda de massa magra e é uma boa escolha para quem não tem tempo de se alimentar antes de começar seus exercícios.

Já após o treino, esse suplemento auxilia na recuperação das fibras musculares que sofreram pequenas lesões durante os exercícios. Dessa forma, consegue ajudar no ganho de massa muscular.

Dependendo da necessidade, o whey também pode ser recomendado para consumo em outros momentos do dia, como o café da manhã, por exemplo. Nesses casos essa indicação é feita por um médico e de acordo com as necessidades individuais de cada um. 

Como preparar o whey protein?

O modo de preparo do whey protein é bem simples. Para isso basta misturar a porção recomendada em um copo com água ou outra bebida.

Quando misturado em água o whey apresenta uma absorção mais rápida, por isso, é indicado para momentos pré e pós-treino. Porém, ele também pode ser misturado com outros tipos de bebida, como o leite, mas essa forma de consumo é mais recomendada para outros momentos do dia.

Somente quem faz exercícios pode consumir o whey protein?

Por mais que o whey seja um aliado dos atletas, essas não são as únicas pessoas que podem consumi-lo.

Na realidade alguns médicos até recomendam o uso desse suplemento para quem apresenta dificuldades em ganhar massa muscular e que não necessariamente praticam exercícios físicos. 

Existem riscos relacionados ao uso do whey protein?

Não existe nenhum risco associado ao uso correto desse suplemento. Porém, para pessoas alérgicas aos componentes da sua fórmula ele pode causar reações indesejadas.

Além disso, o whey não deve ser consumido em excesso, porque, assim como ocorre com outros suplementos, pode acabar prejudicando os rins e o fígado. 

Há diferenças entre o whey comum e o whey para mulheres?

O whey protein comum pode ser usado por homens e mulheres sem restrições. Mas há algum tempo surgiram no mercado as versões criadas especificamente para as mulheres.

O grande diferencial delas é que em sua composição são encontrados compostos benéficos para o organismo feminino como o colágeno e as isoflavonas.

Dessa maneira, as mulheres que buscam por um whey que tenha os efeitos da versão convencional, mas agregue ainda mais benefícios para o corpo pode optar pelas opções específicas para elas.

Lembrando, que não é indicado que homens consumam os suplementos indicados para o sexo feminino. 

O que achou desse artigo?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar esta postagem.

Fabiane Del Nero

Fabi, uma das fundadoras do projeto Seletos, é apaixonada por tecnologia, novidade, criatividade e inovação. E encara esse desafio a 100%. Dona de uma opinião direta e sincera, agrega valor e conteúdo de qualidade ao projeto Seletos.

Você tem alguma dúvida? Sugestão? 

Deixe seu comentário para nossa equipe.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>